Phone Stacking, o jogo que virou febre nas mesas dos bares

2 de março de 2012 por Marcelo Alves

Phone Stacking

Você sai para tomar uma cerveja e bater papo com os amigos em um bar da sua cidade. A noite está divertida, mas tem uma pessoa da turma que não consegue largar o celular e interagir com a galera. Desde que chegaram já foram 27 mensagens no Twitter, 5 fotos no Facebook e 11 SMS.

Acho que todo mundo já passou por isso. O fato é que a tecnologia vicia e tem muita gente que não consegue desgrudar do smarphone.

O celular está deixando de ser um item essencial para se tornar anti-social. Para tentar combater esse problema criou-se o jogo Phone Stacking, uma espécie de tortura do bem.

O jogo é uma espécie de acordo de cavalheiros entre todos que estão sentados à mesa e funciona da seguinte forma:

1- Ao encontrar os seus amigos no bar você coloca o seu celular com a tela virada para baixo no centro da mesa. Todos devem fazer o mesmo e formar uma torre de celulares.

2- Chama o garçom, pedem as bebidas e começam a interagir. Os celulares irão receber chamadas, mensagens, e-mails e etc. Tudo isso com o intuito de chamar a atenção do seu dono.

3- As pessoas à mesa devem esquecer que têm celulares. O primeiro que não resistir e pegar o seu aparelho para ver as mensagens ou chamadas deverá pagar toda a conta sozinho.

4- Se todos resistirem até o final, a conta será dividida normalmente.

O Phone Stacking surgiu nos Estados Unidos como uma brincadeira em alguns Tumblrs e vem se espalhando pelo mundo todo.

David J. Liden, professor da universidade Johns Hopkins Medicine, explica que o prazer que o cérebro humano sente ao receber uma notificação de rede social é comparado ao prazer de apostar em um jogo de roleta.



Leia também

1 Comentário to “Phone Stacking, o jogo que virou febre nas mesas dos bares”

  1. Alexson disse:

    Se fizer isso aqui no Brasil, Chega o dono e leva…..

 

Deixe um comentário