Quanto custa para ser rainha de bateria de escola de samba

18 de fevereiro de 2013 por Marcelo Alves

Um dos postos de maior destaque no desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro e São Paulo é o de rainha de bateria. As mulheres se estapeiam e até desembolsam milhares de reais para conseguir a honra de ocupar esse posto.

A equipe do Blog 72DPI foi até a Marquês de Sapucaí no Rio de Janeiro e no Sambódromo de São Paulo para apurar quanto vale o posto de rainha de bateria.

Carnaval 2013 - Valeska Popozuda

Valeska Popozuda não se importa em gastar para carregar o título de rainha de bateria no carnaval. Em 2009, ela pagou R$ 120 mil para ser a rainha da bateria da Porto da Pedra, mas em 2011 ela perdeu o posto para Ellen Roche, depois de se negar a pagar R$ 130 mil. Em 2012, Valeska pagou R$ 30 mil para ser destaque de um carro da Acadêmicos do Salgueiro. Em 2013, ela tentou voltar para a Porto da Pedra, mas Alessandra Mattos já havia assumido o posto de rainha da bateria, substituindo Ellen Roche por R$ 50 mil.

Carnaval 2013 - Ângela Bismarchi

Antes de Valeska Popozuda, a Porto da Pedra trazia como rainha da sua bateria a modelo Ângela Bismarchi que perdeu o posto depois de botar a boca no trombone acusando a escola de cobrar de R$ 150 mil a R$ 200 mil pelo título de rainha.

Carnaval 2013 - Dani Bananinha e Patrícia Costa

A Unidos do Viradouro foi acusada de vender o posto de rainha da bateria por R$ 200 mil em 2009. O presidente da escola, Marcos Lira, negou a informação, mas em 2010 a Viradouro teve como rainha de sua bateria, Júlia Lira, de 7 anos de idade, filha do presidente da escola. Em 2011, a escola trouxe duas rainhas à frente de sua bateria: Dani Bananinha e Patrícia Costa.

Carnaval 2013 - Viviane Araújo

Em 2006, Viviane Araújo perdeu o posto de rainha da bateria nota 10 da Mocidade Independente de Padre Miguel para Thatiana Pagung. Segundo Viviane, Thatiana pagou R$ 93 mil para a escola.

Carnaval 2013 - Antônia Fontonelle

Antônia Fontonelle, viúva do diretor de TV Marcos Paulo, bateu o recorde ao desembolsar R$ 300 mil para ser a rainha da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel. Na ocasião, o presidente da escola, Paulo Vianna, explicou o porque do valor alto cobrado de Antônia: “Ela não tem compaço, não é muito bonita, não sabe sambar direito, mas tem caráter”.

Carnaval 2013 - Adriane Galisteu

Adriane Galisteu deu uma ajuda de custo no valor de R$ 150 mil para a Unidos da Tijuca em 2010 quando foi rainha da bateria da escola.

Carnaval 2013 - Renata Santos

Renata Santos nega, mas dizem que o seu reinado na Mangueira custou R$ 300 mil em 2010.

Carnaval 2013 - Ana Furtado

A esposa de Boninho, diretor do BBB13, Ana Furtado teria desembolsado R$ 110 mil pelo cargo de rainha da bateria da Grande Rio. A divulgação dessa notícia não agradou os integrantes da escola.

Carnaval 2013 - Gracyanne Barbosa

Dessa vez quem vai pagar a conta é o cantor Belo. Para sua esposa, Gracyanne Barbosa, voltar a ser a rainha da bateria da Mangueira, o cantor terá que fazer shows de graça para a escola.

Carnaval 2013 - Camila Silva

Em 2013, o trono de rainha da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel estava à venda por R$ 300 mil. Quem levou a coroa foi a morenassa Camila Silva que diz não ter pagado nenhum tostão.

Carnaval 2013 - Patrícia Nery

O maior mistério desse carnaval foi o valor pago por Patrícia Nery para ser rainha da bateria da Portela. Patrícia Nery não é gostosa e nem famosa. Ela é publicitária, tem 38 anos e é esposa de um dos dirigentes da Petrobrás.

Será que teremos a CPI do Carnaval para apurar o fato?

Fonte: Yahoo



Leia também

 

Deixe um comentário